IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Teoria e prática ajudam na formação de estudantes do Semiárido

Teoria e prática ajudam na formação de estudantes do Semiárido

Há alguns anos, o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa), através do Centro de Formação D. José Rodrigues, em Juazeiro-Ba, oportuniza aos filhos e filhas dos agricultores/as familiares e de comunidades tradicionais, a exemplo de quilombolas, fundo de pasto e indígenas, que atuam como protagonistas em suas comunidades, a associar a teoria e a prática das ações de Convivência com o Semiárido.

Atualmente, 14 jovens de diversos municípios do Semiárido brasileiro que fazem cursos técnico e superior, relacionados à agricultura e meio ambiente, nas escolas e universidades da região, moram no Centro e desenvolvem atividades associadas aos cursos como produção de mudas, compostagem, caprinovinocultura e Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). Todas essas atividades são voltadas para o desenvolvimento da agricultura familiar e agroecologia.

Marila dos S. Rodrigues veio da comunidade de Fartura, município de Sento Sé, e é estudante do 1º ano do curso Técnico em Agropecuária. Uma da responsável pelo viveiro, diariamente ela cuida da produção de mudas nativas da Caatinga que auxiliam no projeto de recaatingamento desenvolvido pelo Irpaa, bem como na produção de fruteiras, hortaliças e forrageiras. “As atividades que faço aqui tem uma relação muito forte com a forma de produzir da minha comunidade que é voltada para a agricultura familiar”, destacou Marila.

A experiência com a caprinovinocultura adquirida através do trabalho diário no aprisco do Centro, permitiu a Mayara de Souza, que morava no distrito de Patamuté, em Curaçá, a vivenciar situações inéditas. “Aprisco para mim foi uma novidade, tanto no nome quanto na forma. Onde eu morava conhecia como chiqueiro e era dividido em apenas duas partes. Aqui aprendi que são divididos em 5 baias para melhorar o manejo”, afirmou. Ela destacou também como a atividade tem incentivado a estudar cada vez mais: “sempre que acontece algo de diferente eu pergunto aos professores, ao veterinário do Irpaa e leio apostilas sobre o assunto para eu sanar minhas dúvidas”, afirmou. A associação entre teoria e prática, além de auxiliarem no conhecimento, também permitiram um direcionamento vocacional a Mayara. “Durante uma aula o professor ensinou que uma só palavra define o que é necessário para cuidar de animais é: AMOR. A de alimentação, M de manejo, O de organização e R de reprodução. Foi desse modo que percebi o quanto eu amo os animais e cuido deles com amor. Nesse dia decidi que iria fazer faculdade de Zootecnia”, contou sorridente a estudante.

O uso de novas tecnologias para a Convivência com o Semiárido também tem contribuído com a formação das/dos estudantes, como no caso de Daniel Barros, que está concluindo o curso de técnico em agropecuária. Ele tem a função de cuidar do PAIS, sistema agroecológico implementado de acordo com o recurso hídrico disponível na propriedade. Através dessa tecnologia, é possível dentro de um mesmo espaço, dividido em círculos, cultivar hortaliças, fruteiras, plantas medicinais e criar animais, como galinhas, por exemplo. “O contato com o PAIS permitiu compreender como funciona a integração da natureza entre animais e plantas. O esterco produzido pelas galinhas e animais do aprisco servem como adubo para as hortaliças e as hortaliças não aproveitadas para o consumo humano voltam como alimento para as galinhas”, concluiu Daniel. Através dos conhecimentos adquiridos, as/os jovens estudantes tornam-se agentes multiplicadores das ações da Convivência com o Semiárido.
 

Texto: Davy Lima, Letícia Santos, Lizianne Castro e Marília Rodrigues


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Teoria e prática ajudam na formação de estudantes do Semiárido

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005