IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Fé e união movem comunidades rurais de Chorrochó na luta por qualidade de vida

Fé e união movem comunidades rurais de Chorrochó na luta por qualidade de vida

 

No último domingo (31/05) cerca de 30 agricultores e agricultoras familiares das comunidades de Rebolão, Sítio do Lourenço, Fazenda Jurema, Caiçara e Pau de Colher, no Município de Chorrochó (BA), se reuniram para discutir sobre organização comunitária e a sua importância para conquistar os direitos das comunidades do campo. A prosa aconteceu na comunidade de Rebolão e foi organizada por algumas pessoas da comunidade que convidaram o Irpaa para contribuir com a temática/discussão.

No terreiro da propriedade de Iraci e Damásio o rumo da conversa foi de incentivo, de esclarecimentos e de apontar os desafios para a constituição de uma organização comunitária e da luta social. A turma também foi provocada pelo Irpaa a refletir sobre uma associação comunitária de Fundo de Pasto, já que seu jeito de viver é característico de comunidades tradicionais.

“A principal importância da associação é a união da comunidade... o espírito de solidariedade”, enfatiza Paulo Cesar, colaborador do Irpaa que contribuiu com a discussão. A força que tem o conjunto e a fragilidade do individualismo também foram reflexões provocadas por Paulo Cesar, que aproveitou a ocasião para discutir qual seria o perfil da Associação, a formação da diretoria, entre outros assuntos. Para tanto, ele utilizou a metodologia F.O.F.A, um caminho para identificar as fraquezas, forças, oportunidades e ameaças que envolve a comunidade.

Para Dona Iraci Orcelina dos Santos, uma das pessoas que organizou este momento, a organização é uma necessidade de conquistar direitos: “hoje a nossa comunidade sofre muito e nós fundado a nossa associação vamos conseguir apoio de outras entidades. Estamos confiantes na nossa união e mais na frente vamos conseguir esquecer estes problemas”, avalia. Dona Iraci explica ainda que vai continuar acreditando e lutando pelas mudanças necessárias. A agricultora dá exemplo de práticas de Convivência com o Semiárido, uma delas é cultivar mandacaru a partir da semente.

Além da Associação, o anseio local é garantir meios para geração de renda a partir da atividade produtiva tradicional das comunidades, a criação de caprinos e ovinos. A maior dificuldade é garantir o escoamento da produção e o beneficiamento da carne, relataram os/as agricultores/as.

Na avaliação, o encontro foi uma oportunidade de esclarecimentos, mas também de refletir sobre os potenciais da comunidade. A expectativa que este desejo de união por mudanças tenha continuidade e que as conquistas sejam frutos de todos e todas. A reunião é um dos resultados depois que as comunidades se uniram pela necessidade de mudanças, iniciando o processo para fundar a Associação.

Texto e Foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Fé e união movem comunidades rurais de Chorrochó na luta por qualidade de vida

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005