IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Escola de Ensino Fundamental Benjamin Felisberto da Silva é referência em Educação do Campo na região de Arapiraca

Escola de Ensino Fundamental Benjamin Felisberto da Silva é referência em Educação do Campo na região de Arapiraca

A Escola de Ensino Fundamental Benjamin Felisberto da Silva, localizada na comunidade rural Gruta D' Água, em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, tem como ponto de partida a contextualização do ensino com a realidades dos/das estudantes, construindo um programa de trabalho que valoriza a identidade do sujeito do campo, a cultura, o saber popular em junção com os conteúdos expostos no livro didático.

O intuito de aproximar a prática pedagógica com a realidade local é na busca de contribuir para formação de estudantes críticos.“A gente tem que fazer com que aquele aluno seja, um aluno questionador, ele saiba questionar o que é certo e errado dentro e fora da sua própria comunidade... esse trabalho feito dentro da escola é pensando junto com o aluno e não é só fazer de conta que aquele aluno não pensa, não tem opinião e não tem gosto, tem sim”, pontua Rejane Trindade, gestora da escola. Ela ainda complementa que dessa forma há uma troca de aprendizado entre professoras e estudantes. Já a professora Flávia Barbosa Bezerra aborda que a proposta de educação do campo desenvolvida na escola, contribui para despertar/ou resgatar nas/nos estudantes o sentimento de reconhecimento e pertencimento na sua comunidade, “lá muito deles não queriam dizer de onde eram pela questão de dizer que o campo não é bom, que a localidade que eles vivem não é boa”, pontuo que hoje essa realidade vem sendo transformada.

Entre os instrumentos para fortalecer a educação do campo na escola tem a horta sustentável, o projeto “Saúde que vem da terra” e o projeto “Água um direito universal”, idealizados por Edinalva Pinheiro dos Santos, atual coordenadora pedagógica da escola. Este último projeto busca envolver os/as estudantes no luta ao acesso à água na comunidade, unindo estudantes e a comunidade na conscientização no uso da água e na dificuldade de falta desse líquido na comunidade. Uma das ações do projeto foi a pequisa de campo e a devolutiva para comunidade, abordando a qualidade da água, as fontes entre outros elementos que hoje servem para subsidiar a contextualização dos conteúdos e das disciplinas curriculares da escola.

Oficina contribui com prática pedagógica

“Água da escola” foi tema debatido em oficina realizada com as professoras, as/os estudantes e demais profissionais da escola, nos dias 17 e 18 deste mês. O momento foi realizado pela Irpaa com o objetivo de provocar a escola a refletir como é feito a gestão da água na unidade de ensino. Para isso, foi debatido o clima do semiárido, as tecnologias sociais, o acesso à terra, a educação contextualizada com o semiárido e demais temas relacionados a proposta de Convivência com o Semiárido.

Durante a oficina, a escola demostrou preocupação com a gestão da água e de buscar alternativas que minimize o gasto da mesma, a exemplo a troca do sistema de irrigação da horta para sistema de gotejamento. A escola também demostrou o interesse de implantar o sistema de reaproveitamento da água utilizada na cozinha. Além disso destacou a importância de não apenas compreender o ciclo e gestão da água, mas também entender o processo de evaporação do mesmo, questão que foi despertada na oficina e que as professoras desejam trabalhar em sala de aula.

Hoje, a principal fonte de água da escola é da chuva e abastecida pelo carro-pipa, que são armazenadas em duas cisternas, totalizando 104 mil litros. Essa água é utilizada para uso diário da escola, como cozinhar, limpeza, beber e para manutenção da horta. Além de ser um instrumento pedagógico, a horta garante a diversidade de alimentos na merenda escolar. O estudante José Enoque dos Santos Júnior, conta que a água utilizada para o preparo dos alimentos é exclusivo da água da chuva.

Para Rejane uma das contribuições da oficina foi o despertar para trabalhar a Convivência com o Semiárido na escola, “hoje além da gente trabalhar a educação do campo, vamos ter um olhar especial pra educação do Semiárido, contextualizada com o Semiárido”. Com isso, despertando em toda a escola e na comunidade a riqueza que é o Semiárido e que possível viver nele a partir da compreensão de suas especificidades e potencialidades.

Desafios de fazer Educação do Campo

A gestora da escola, Rejane diz que um dos grandes desafios é a falta de formação dos/das professoras/os, “a gestão pública não dar formação alguma para trabalhar educação do campo”. Essa ausência de formação, muitas vezes, prejudica todo trabalho que é desenvolvido na Escola de Ensino Fundamental Benjamin Felisberto da Silva, “há uma decepção quando nossos alunos saem da nossa escola, quando termina o quinto ano e vai para o sexto, e chega lá tudo que a gente construiu durante aqueles seis anos dentro da escola é desconstruindo”, afirma Rejane.

Edinalva Pinheiro dos Santos pontua que a mudança de professores/as, que acontece nas escolas do campo da região, ajuda a minimizar essa quebra na prática pedagógica. “Eu escuto elogios em relação aos professores que passaram aqui, hoje eles estão disseminando essa prática em outro espaço”, diz a coordenadora pedagógica. Outras dificuldades pontuadas foram relacionadas com transporte para professores/as e estudantes, o reconhecimento e a valorização das experiências de educação do campo.

Texto e Foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Escola de Ensino Fundamental Benjamin Felisberto da Silva é referência em Educação do Campo na região de Arapiraca

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005