IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Em Massaroca, farelo de palma forrageira é experimentada na alimentação de aves

Em Massaroca, farelo de palma forrageira é experimentada na alimentação de aves

Técnicos/as do Irpaa estiveram em atividade no último dia 22 de julho com criadores/as de galinha caipira na comunidade de Canoa, distrito de Massaroca, com o objetivo de preparar ração para aves de postura à base de farelo de palma forrageira.

A ração utilizada na alimentação de aves deve conter 60% de energia, o que tradicionalmente é encontrada no milho. Porém, por não ser um cultivo adaptado as condições de sequeiro e devido ao alto custo do grão no mercado, as famílias tem buscado alternativas viáveis e de baixo custo para nutrição das aves. O criador Gilmar Nogeira Lino diz ver a palma forrageira como uma ótima alternativa, pois é uma matéria prima existente na comunidade, com baixo custo de produção e que só vem agregar valor ao produto e melhorar a margem de lucro na atividade.

Para o colaborador do Irpaa Clerison Belém, essa alternativa é uma oportunidade das famílias terem um custo baixo de produção com uma cultura que é adaptada ao Semiárido e possui baixo teor de fibra. A palma substitui o milho, sendo que 1,3kg de farelo de palma equivale a 1kg de milho.

Devido ao alto teor de água, é necessário expor a palma triturada de 2 a 3 dias ao sol para desidratar e chegar ao ponto de fazer o farelo, com o cuidado de que não deve exceder esse tempo ao sol para não perder os nutrientes.

De acordo com a equipe técnica do Irpaa, dois desafios ainda devem ser superados nesta atividade: o primeiro seria o rendimento da matéria verde transformado em farelo, uma vez que 90% é água. O outro desafio é a mão de obra para produzir, desafio este que pode ser superado com a prática dos mutirões, uma tadição bastante comum nas comunidades do Semiárido.

Cálculos

Considerando a criação de 100 aves em um ciclo de 30 meses, com a inclusão dos 60% de energia a partir do farelo da palma, é necessário cultivar uma média de 3.600 plantas numa área de 48mx30m. Após desidratada, este total de palma produzirá em média 5.400 kg de farelo, com apenas um corte ao ano.

Veja a tabela abaixo e entenda esta estimativa de plantio de palma para produção de farelo usado na nutrição de 100 aves de postura no período de 30 meses:

Nº de plantas (área de 48mx30m)

Produção de matéria verde (por planta)

Produção de Farelo (por planta)

Total de farelo a partir de 3.600 plantas

3.600

15 kg

1,5 kg de farelo

5.400 kg

 

 

Texto e fotos: Josemário Gonçalves (Colaborador do Irpaa)
Edição: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Em Massaroca, farelo de palma forrageira é experimentada na alimentação de aves

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005