IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Fundação Santa Ângela participa de oficina sobre gestão de água na escola

Fundação Santa Ângela participa de oficina sobre gestão de água na escola


A Fundação Santa Ângela, instalada no município de Pedro II, a 206 quilômetros de Teresina (PI), desenvolve atividades filantrópicas desde o ano de 1980, quando uma religiosa alemã veio para o Brasil, para trabalhar com pessoas carentes. De acordo com a Irma Celina Paraíso, atual diretora da Fundação, a entidade nasceu de uma associação de moradores de bairro e mais tarde a deu origem a Associação Comunitária Santa Ângela, voltando seu trabalho para educação popular, com cursos para jovens ligados ao campo e com atividades produtivas, geradoras de emprego e renda.

A Irma Celina, lembra que a Fundação já teve um asilo de idoso, loja de costura, marcenaria e outras espaços voltados para ajudar na renda das famílias carentes da comunidade. Porém, com sua chegada na fundação e a partir das suas visitas nas comunidades rurais, onde conheceu de perto a dificuldade que as crianças e adolescentes tinham para ter acesso a educação. “As crianças mal terminavam o quarto ano, aquela multisseriada, que sinceramente não sei o que se aprende ali, e paravam, e quem conseguia continuar tinha que vim pra escolas aqui, nas piores situações”, afirma a Irmã. Diante dessa realidade, a Irmã despertou para a educação do campo e a Fundação começou a desenvolver suas atividades na área da educação.

Hoje a Fundação contribui na administração da Escola Família Agrícola Santa Ângela - Efasa, que oferece o curso de ensino médio integrado, nas áreas de agroindústria, turismo rural e técnico em agropecuária, através da pedagogia da alternância, da Escola Família Agrícola Santa Maria da Cruz - EFAMC. Nesta unidade funciona do 6º ao 9º ano, que também trabalha em regime de alternância, sendo um período integral para os/as estudantes de segunda a quinta-feira na sede da escola e sexta, sábado e domingo na comunidade em que mora. Para o nível da educação infantil, tem a Creche Infantil Santa Úrsula, que segundo a Irma Conceição Melo trabalha com o método da auto expressão. “É o método onde a criança vai se expressar, é metodo que foi criado aqui no Brasil, pela educadora Dona Lourdes... é o metodo em que a crinaça é o sujeito da história e o professor apenas auxilia”, explica a Irma conceição.

A Fundação também tem uma fazenda, espaço onde as/os estudantes desenvolvem as atividades práticas, como criação de pequenos animais, cultivo de batata, entre outras atividades e um frigorífico, onde são comercializadas as carnes e hortaliças produzidas pelos estudantes, com intuito de ajudar nas despesas da entidade. Atualmente a Fundação é mantida através de convênios municipais, estaduais, doações da Alemanha.


Educação Popular, um dos pilares da Fundação

Além da educação formal, a fundação Santa Ângela oferece para seus educandos e educandas o “Curso de Formação de Educadores Jovens do Campo”, voltados para estudantes do último ano do ensino médio, que têm um maior interesse na participação popular, engajamento com associações, sindicatos e movivmentos sociais. O curso acontece em oito módulos em parceria com a Universidade Estadual do Piauí.

“O curso visa ofertar pra essa juventude elementos de concepção e metodologias de educação popular para aprimorar o jeito de ser e de atuar nos movimentos socias”, afirma Antônio Carvalho, educador popular que coordena o curso. De acordo com Antônio, muitos jovens que participaram desse curso, hoje são lideranças das suas comunidades, outros/as estão atuando em conselhos, comissões e organizações que lutam por um novo modelo de sociedade, mais justa e igualitária.

Oficina sobre gestão de água na escola

Foi o público da Fundação Santa Ângela que participou durante os dias 26 e 27 desse mês da oficina água da escola, que debateu temáticas relacionadas ao clima semiárido, as fontes de água apropriadas e a necessidade de sua preservação, a educação contextualizada e ações de educomunicação.

A estudante Marta Luciany Alves, pontua que as informações a respeito da crise hídrica foi o que mais chamou sua atenção: "a questão não é falta de água e sim a falta de gestão dela... por quanto o agronegócio gasta", afirma a estudante. Para o educador popular, Antônio Carvalho, a oficina despertou a equipe de professores e professoras da Fundação a refletir a prática de educação contextualizada nas práticas educacionais.
 

Texto e foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Fundação Santa Ângela participa de oficina sobre gestão de água na escola

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005