IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Jovens de Quixaba, em Sento-Sé, participam de planejamento do projeto de Ater

Jovens de Quixaba, em Sento-Sé, participam de planejamento do projeto de Ater

A jovem agricultora Carliane Rodrigues de Araújo, moradora da comunidade rural de Quixaba, em Sento-Sé, interior da Bahia, desenvolve no seu dia a dia atividades com a criação de cabras, cultivo de plantas forrageiras, melancia entre outras plantações. Todo esse trabalho é realizado com muito cuidado e respeito à terra. Em busca de melhorar essas práticas e conhecer novas ações que permita a sua permanência no campo, a jovem é uma das assessoradas pelo projeto de Assessoria Técnica e Extensão Rural Sustentabilidade, participou do encontro de construção do plano de ação voltado para a juventude do projeto.

O encontrou aconteceu na última sexta-feira (17), na Escola Núcleo São Francisco, em Quixaba, reunindo jovens que elencaram atividades na linha da formação, organização social e geração de trabalho e renda. Essas sugestões se juntará com outras pontuadas pela juventude dos demais municípios beneficiados pelo Ater nos municípios do Território do Sertão São Francisco, que resultará na construção do plano de trabalho de Ater, posteriormente será desenvolvido com a juventude ao longo dos dois anos de assessoria.

Para o colaborador do Irpaa, Jeferson Alves, técnico agrícola que atua em Sento-Sé, essa assessoria voltada diretamente para a juventude vai contribuir de forma significativa para a permanência deles no campo, a assessoria “vai trazer alternativas que os jovens venham se interessar mais pelos trabalhos da agricultura e criação”, pontua Jeferson. Ele ainda complementa que as atividades coletivas é uma ferramenta importante para animar e estimular a organização da juventude. É com expectativas de novos saberes que a jovem Jidiene de Carvalho, sugeriu ter formação voltada para a produção de artesanato e associativismo, “vejo o artesanato como mais uma fonte de geração de renda, o que vai ajudar a gente a não sair do nosso lugar”, afirma a jovem

Durante o encontro foi apresentado as políticas públicas que existe no país voltada para a juventude, principalmente para os jovens do campo e os desafios existentes. “A partir das próprias colocações dos jovens, a gente percebe que o maior desafio é manter os jovens na terra, e manter os jovens na terra com terra, fazer com os jovens se perceba agricultor e agricultora e consiga se identificar com essa atividade que é tão digna... e é a atividade que leva o pão para as mesas de todos as brasileiras e brasileiros”, diz Juzileide Carvalho, colaboradora do Irpaa. Ela acredita que o Ater pode contribuir na animação e na organização da juventude, e essa ação já é uma forma de ajudar a juventude a se enxergar como juventude do campo.

Em busca dessa organização, a juventude pontou a necessidade de formação no campo do associativismo, cooperativismo, beneficiamento de frutas, apicultura, caprinovinocultura, de dança, teatro, cursos técnicos, entre outras temáticas que fortaleça a juventude e permita a geração de trabalho e renda no campo.

O  projeto de Assessoria Técnica e Extensão Rural Sustentabilidade está sendo executado pelo Irpaa através Bahiater, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

Foto e texto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Jovens de Quixaba, em Sento-Sé, participam de planejamento do projeto de Ater

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005