IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Conselho de Meio Ambiente de Juazeiro se manifesta contra cobertura dos riachos urbanos

Conselho de Meio Ambiente de Juazeiro se manifesta contra cobertura dos riachos urbanos

Foi aprovada na última reunião ordinária do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Juazeiro uma Nota Pública que apresenta argumentos contrários à cobertura de Riachos Urbanos em Juazeiro, uma ação que já foi realizada na gestão do Prefeito Joseph bandeira e continua sendo executada no Governo Paulo Bonfim.

Após uma série de discussões acerca do assunto, membros do Conselho que defendem o Saneamento Básico de qualidade, reivindicam a aprovação do Plano Municipal de Saneamento e são a favor da revitalização dos riachos que cortam a cidade de Juazeiro conseguiram aprovar a Nota reproduzida abaixo na íntegra:

 

MANIFESTAÇÃO DO CONSELHO DE MEIO AMBIENTE SOBRE A COBERTURA DOS RIACHOS URBANOS EM JUAZEIRO

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Juazeiro-BA manifesta, por meio desta Nota, seu completo desacordo com a cobertura dos riachos urbanos como vem sendo praticado em cidades brasileiras, inclusive em nosso município. Esta prática é ultrapassada e concebe a urbanização das cidades por meio da canalização e cobertura de riachos que foram transformados em verdadeiros canais de escoamento de esgotos.

Na cidade de Juazeiro, obras como estas já foram feitas no passado e continuam a ser propagandeadas e executadas, sendo riachos urbanos cobertos de forma a esconder a poluição e o mau cheiro. Trata-se de uma ação ambientalmente condenável, pois em alguns casos os esgotos continuam embaixo do concreto, a exemplo da obra da Avenida Luiz Inácio Lula da Silva e em outros, os dejetos são desviados, mas o riacho continuará a fluir sob a terra como é o caso da obra no Riacho Malhada.

Os nove riachos que se situam na área urbana de Juazeiro - BA (Macarrão, Malhada, Mulungu, Braço do Malhada, Desvio do Malhada, Desvio do Mulungu, Leito antigo do Mulungu, Vila Jacaré e João de Freitas) devem atender a função da macrodrenagem urbana (componente do saneamento básico) e constituir espaços saudáveis e agradáveis na paisagem urbana. Para que isso aconteça, devem permanecer abertos seguindo seu curso natural e não podem ser usados para transportar esgoto para o Rio São Francisco.

O Conselho de Meio Ambiente desaprova a prática de cobertura de riachos pelo poder público municipal e recomenda a retirada dos esgotos dos mesmos, garantindo a canalização por outras vias, rede coletora, estações elevatórias e de tratamento, somadas a ações de revitalização destes riachos, como recomenda a minuta do Plano Municipal de Saneamento Básico.

Sabe-se que é possível sim recuperar a qualidade ambiental dos riachos atualmente poluídos e degradados, experiência que vem sendo posta em prática em outras cidades do mundo. Para tanto, é necessário devolver aos riachos sua função natural que é transportar as águas pluviais sem o despejo de esgoto ou resíduos sólidos, de modo a não gerar foco de proliferação de insetos e doenças.


Juazeiro, 13 de Julho de 2017
Conselho Municipal de Meio Ambiente

 

Ilustração: Matteo Nigro


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Conselho de Meio Ambiente de Juazeiro se manifesta contra cobertura dos riachos urbanos

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005