IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Luta da população garante conquista de esgotamento sanitário em Juazeiro

Luta da população garante conquista de esgotamento sanitário em Juazeiro

A população do Antônio Guilhermino foi surpreendida dia 02 de janeiro com a notícia de que a autorização da obra de esgotamento sanitário seria assinada no dia seguinte e que de imediato teria início com homens e máquinas escavando as ruas do bairro.

 

As/os moradoras/es do bairro receberam com alegria e desconfiança a caravana que acompanhava o prefeito Paulo Bonfim para o ato de assinatura de autorização do serviço. A obra, que já iniciou, é objeto de cobrança há mais de vinte anos, por isso a população comemorou a autorização do serviço. Por outro lado, segundo pessoas da comunidade, em reunião realizada no bairro, há aproximadamente dois meses, o diretor do SAAE – Serviço de Água e Saneamento Ambiental, admitiu que não havia nenhuma previsão de obras de saneamento no bairro.

 

Agora no início do ano a gente recebeu a notícia de que o prefeito iria assinar a obra de serviço de saneamento do bairro. Então nós ficamos apreensivos, a princípio com receio de que era só para segurar a comunidade que estava revoltada e questionando muito a necessidade do saneamento e apertando o governo, mas ao mesmo tempo esperançosos de que eram tempos novos e era resultado de uma luta do povo”, explica Aldenisse de Souza, moradora do bairro e integrante do Movimento Popular de Cidadania – MPC, grupo que tem se dedicado a acompanhar os debates relativos ao saneamento em Juazeiro.

 

A moradora conta que a população ficou decepcionada durante a elaboração do Plano Municipal de Saneamento, quando descobriu que o Antônio Guilhermino não constava no planejamento que estava sendo construído para vinte anos. De acordo com Aldenisse, a população ficou muito triste com essa situação, mas não se conformou e começou pressionar o poder público municipal, cobrando a resolução do problema.

 

Para Maria José Carvalho, que mora no bairro há mais de vinte anos, ver a obra pronta “é um sonho”. Ela diz não sofrer com o esgoto em frente a sua casa, mas se preocupa com os vizinhos, principalmente as crianças. “As crianças aqui vivem doentes: com coceira, gripados… As crianças não podem nem brincar na rua”, lamenta a moradora.

 

 

O pivô principal de tudo é o povo

 

Antônio Castro, Presidente da Associação de Moradores e Amigos do Bairro Antônio Guilhermino, conta que no início das movimentações populares no bairro, eram poucas as pessoas que participavam das reuniões. Aos poucos foram sendo envolvidos estudantes e toda a comunidade. O líder comunitário diz ter ficado feliz pela presença de um bom número de moradores numa reunião com o SAAE, realizada no bairro. Ele avalia que foi um momento importante para que as pessoas pudessem cobrar das autoridades pessoalmente e elogia o crescimento do movimento pelo saneamento no bairro. “O pivô principal de tudo é o povo. A associação às vezes não se desenvolve porque o povo não acredita. Os grandes movimentos começam pequenos e às vezes desacreditados, mas nós temos conseguido melhorar e vamos continuar”, garante o presidente.

 

A diretoria da associação certamente contará com o apoio de pessoas dedicadas a conseguir o bem viver para a comunidade. Pessoas como Aldenisse e Maria José, que desde já afirmam que acompanharão de perto as obras para que tudo seja feito como manda a lei. “Vamos acompanhar de perto, procurando ver o que está acontecendo, ajudar no que puder e vamos à luta. Não vamos ficar de fora”, garante Maria José.

 

Texto e Foto: Comunicação Irpaa

 

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Luta da população garante conquista de esgotamento sanitário em Juazeiro

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005