IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Comunidades conhecem Projeto Semiárido Produtivo

Comunidades conhecem Projeto Semiárido Produtivo

O ano de 2018 começou com novidades para as famílias que estão participando do Projeto Semiárido Produtivo na Bahia, Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Piauí. A equipe do Irpaa está visitando as 63 comunidades que serão atendidas pelo projeto e realizando as reuniões comunitárias, a primeira atividade com as famílias em suas comunidades.

Nas reuniões acontecem a apresentação do projeto, do Irpaa (instituição realizadora) e do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, (financiador do projeto). Também são discutidas práticas e conceitos da Convivência com o Semiárido e a comunidade apresenta o histórico econômico e social local, construído de forma coletiva a partir da linha do tempo e de outras metodologias participativas.

O Projeto Semiárido Produtivo, dentre outros objetivos, visa a estruturação coletiva e familiar para a produção, além de acompanhamento técnico. De acordo com Paulo César, coordenador do projeto, “as reuniões têm o objetivo de apresentar o projeto à comunidade e selecionar as famílias a serem acompanhadas”.

O Assessor Produtivo da Bahia, Jeferson Marques, diz que “as impressões são bastante interessantes. Está havendo bastante interação, a turma se dispõe a contribuir com as construções que estão sendo feitas”. Segundo o assessor, um dos elementos que mais chama a atenção das famílias é a proposta de Convivência com o Semiárido, defendida pela Irpaa.

Em Jacobina, um dos nove municípios baianos onde o Semiárido Produtivo está atuando, está a comunidade Várzea Nova, onde mais da metade das/dos participantes da reunião eram jovens. Entre eles Érica santos, que integra uma das famílias selecionadas para o acompanhamento no projeto. “O ponto positivo é que eles [as/os jovens] já vieram para a reunião, estão conhecendo o debate... Estão entendendo que é possível viver bem no campo, com vida de qualidade”, aponta Érica.

Já no município Antônio Gonçalves-BA, na comunidade Santana, o projeto deve contribuir para a organização das famílias, que foram fragilizadas com o assassinato de uma liderança local. Antes desse acontecimento trágico, comunidade obteve conquistas importantes como cisternas, água encanada e energia, fruto da luta daquela comunidade. “Quando foi para vir a energia teve uma parte da Santana que não iria ser beneficiada… Hoje todo mundo tem água e energia”, conta orgulhosa Karoline Leite, uma das selecionadas para o acompanhamento no Semiárido Produtivo.

Para Tamilles de Jesus, da comunidade Tabuleiro, em Monte Alegre-SE, a contribuição do Semiárido Produtivo está principalmente no fortalecimento da produção. Para ela o projeto trará “mais oportunidades de produzir, de aprender, de multiplicar, de diversificar a produção”.

As reuniões nas comunidades seguem até o mês de março. Após isso o Irpaa dará início ao processo de diagnóstico das propriedades das famílias selecionadas, o que servirá de base para as atividades seguintes do projeto.

Confira mais depoimentos:

Participação da juventude o Semiárido Produtivo - “O ponto positivo é que eles já vieram para a reunião, estão conhecendo o debate. Aqueles que é a primeira vez que estão ouvindo o que Convivência com o Semiárido, estão entendendo que é possível viver bem no campo, com vida de qualidade sabendo utilizar técnicas e formas de desenvolvimento no campo”
Érica Santos – Várzea Nova, Jacobina-BA

Aprendizado - “Eu gostei muito do projeto por que nós falamos de sementes, de palma, de culturas que nós estamos perdendo. Nós não guardamos as coisas para mais tarde… Aprendi alguma coisa a mais nesses dois dias de reunião: de guardar as sementes, de preservar a mata, beirada de riacho, palma, silagem e menos veneno, que a gente passa nas roças e acaba destruindo o meio ambiente da gente.”
Cristiane Cordeiro da Silva – Tabuleiro, Monte Alegre-SE

Texto: Comunicação Irpaa
Fotos: participantes das reuniões em Rio do Peixe, Capim Grosso e Tabuleiro, Monte Alegre-SE


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Comunidades conhecem Projeto Semiárido Produtivo

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005