IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Violência contra a mulher é tema de encontro em Remanso

Violência contra a mulher é tema de encontro em Remanso

Mulheres do Território Sertão do São Francisco se reuniram em Remanso nos dias 05 e 06 de abril, durante a 9ª Feira Sociocultural e Saúde da Mulher, que este ano teve como tema “Mulheres em Rede Contra a Violência”. O evento reuniu aproximadamente 500 participantes, advindas/os principalmente de comunidades rurais de Campo Alegre de Lourdes, Casa Nova, Remanso e Pilão Arcado.

Dona Otávia Rodrigues, agricultora da comunidade Malhadinha em Remanso, disse que “estar juntas, organizadas, fazendo nosso direito acontecer” foi o atrativo para o evento. “Para mim não tem riqueza melhor que a gente viver a verdade, o conhecimento de a gente lutar, não só por mim, mas pela sociedade que é está aí precisando se levantar”, complementa Dona Otávia.

De acordo com Auderian Santana, Técnica do Sasop - Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais, o evento tem vários objetivos, dentre estes dar visibilidade às potencialidades do Semiárido, a exemplo do beneficiamento de frutas nativas e o artesanato, além de proporcionar um importante espaço de comercialização.

Auderian foi a facilitadora da oficina “Segurança Alimentar, Nutricional e Gênero”. “A gente fez um resgate sobre o que se comia na infância e o que se come hoje. E a gente também reforça a necessidade de as pessoas continuarem produzindo seu alimento, sua horta, seu feijão, sua batata, sem usar o agrotóxico, os produtos químicos que estão aumentando o índice de câncer”, explica a técnica do Sasop.

 

A violência contra a mulher foi tema de um Seminário, que rendeu bons debates, reforçando a necessidade de fortalecer a luta na busca pelos direitos das mulheres. Antes do Seminário uma das oficinas debateu o mesmo tema, com foco na realidade vivida na zona rural. “A violência contra a mulher infelizmente ainda é um tabu na nossa sociedade. No meio rural a gente percebe que o machismo é mais predominante, mais escancarado”, explicita Liziane de Castro, Técnica em Desenvolvimento Humano e Capital Social do Pró-Semiárido.

Segundo Liziane, na oficina foram debatidas maneiras de combater a violência, sendo as principais formas as leis e a educação. Ela avalia que houve avanços como a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio, mas lamenta retrocessos como a extinção da Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Governo Federal. “É um momento de a gente avaliar como positivo uma feira como esta, considerar que houve avanço, mas vigiar para que esses diretos não nos sejam negados”.

A avaliação de Maria do Socorro dos Santos, integrante da Rede de Mulheres, organizadora da Feira, é de que o evento foi positivo. “A cada ano nós vamos melhorando”, analisa Maria do Socorro, destacando a evolução que está sendo conquistada ao longo das edições da feira. Segundo Socorro o evento garante espaços para troca de experiências e produtos, ações que fortalecem a solidariedade entre as mulheres.

Durante a Feira ainda foi realizado um evento específico para a juventude, que reuniu cerca de 50 pessoas para discutir questões essenciais para a melhoria de vida e organização da juventude rural, tais como educação e protagonismo juvenil.

A programação cultural da Feira envolveu apresentações de grupos de tradição popular local, a exemplo de São Gonçalo e Terno dos Apaches, além da apresentação de grupos artísticos, como a banda Xerim de Xiqueiro e o divertido grupo de jovens Hip'Lhaço, que mistura artes circenses e hip-hop.

Texto e foto: Comunicação Irpaa 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Violência contra a mulher é tema de encontro em Remanso

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005