IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Experiência do Recaatingamento desenvolvida pelo Irpaa recebe premiação em Brasília

Experiência do Recaatingamento desenvolvida pelo Irpaa recebe premiação em Brasília

No ano de 2009, sete comunidades de Fundo de Pasto nos municípios de Canudos, Casa Nova, Curaçá, Sobradinho, Sento Sé, Uauá e Juazeiro, em parceria com o Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - Irpaa deram início a prática do Recaatingamento. Nos anos seguintes, o projeto chegou a outras comunidades nos municípios de Pilão Arcado, Remanso e Campo Alegre de Lourdes.

Perto de completar dez anos de atuação, o Recaatingamento foi um dos vencedores do Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais. A cerimônia de entrega aconteceu ontem (18), na Sede da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em Brasília. A premiação é uma iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Embrapa e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO/ONU).

Visibilizar, fortalecer e apoiar as práticas de salvaguarda e conservação dos Sistemas Agrícolas Tradicionais – SAT desenvolvida a partir da sustentabilidade das comunidades tradicionais, dos seus saberes e suas tradições era alguns dos objetivos do prêmio que concedeu ao Recaatingamento o quinto lugar na premiação. O Irpaa recebeu o valor R$ 70 mil referente ao prêmio, montante que será aplicado em investimento para as 11 áreas de Recaatingamento hoje existentes no Território Sertão São Francisco.

Representantes do Irpaa e das comunidades premiadas estiveram na cerimônia da premiação. De acordo com a representante da comunidade de Fundo de Pasto, Joana Maria de Jesus, localizada em Lagoa do Sal, em Campo Alegre de Lourdes, esse prêmio vai contribuir para “fortalecer nosso trabalho na comunidade e a valorizar nossa área e nossa Caatinga que está de pé”. A agricultora ainda complementa que o Recaatingamento coopera no processo de união da comunidade.

O Irpaa comunga dessa avaliação e destaca que o mérito da premiação é das comunidades envolvidas com o projeto. “Ganhando esse prêmio, as comunidades do Recaatingamento passam a se fortalecer e acreditar mais no trabalho, que é de grande importância para as comunidades tradicionais de Fundo de Pasto. A gente acredita que vem a fortalecer a união das pessoas”, avalia o colaborador do Irpaa Agostinho Pereira, que também esteve presente na solenidade de entrega do prêmio.

Prêmio BNDES de Boas Práticas para Sistemas Agrícolas Tradicionais

Reconhecido nacionalmente, o Recaatingamento, é umas das 15 iniciativas que foram premiadas. As cinco primeiras colocadas foram: no primeiro lugar foi a Associação de Mulheres Trabalhadoras Rurais (AMTR), do Lago do Junco (MA); em segundo lugar, ficou a Associação dos Produtores Rurais de Vereda, de Matias Cardoso (MG); em terceiro, a Associação dos Remanescentes de Quilombo de São Pedro, de Eldorado (SP), na quarta colocação, a Associação Comunitária Rural de Imbituba, de Imbituba (SC).

Após o evento de premiação, neste dia 19, ocorreu seminário com dois painéis tendo como tema: Reconhecimento de Sistemas Agrícolas Tradicionais e Experiências de Sistemas Agrícolas Tradicionais no Brasil e as instalações pedagógicas das experiências vencedoras, espaço onde as representações das entidades e comunidades apresentem suas vivências que retrate o SAT desenvolvido em sua comunidade.

Recaatingamento

O Recaatingamento é uma metodologia de recuperação de áreas degradadas no Semiárido, que nasceu da observação e inquietação das comunidades rurais, principalmente das mulheres. O projeto busca contribuir para inverter a devastação e processos iniciais de desertificação da Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, a partir do uso sustentável de seus bens naturais, da conservação e recomposição da Caatinga, educação ambiental contextualização e do beneficiamento dos frutos da Caatinga, tendo as agricultoras e agricultores como protagonistas pela transformação socioambientais de suas comunidades.

Diante nessa nova concepção, as comunidades de Fundo de Pasto incorporam no seu jeito tradicional de viver a defesa da Caatinga em Pé, como forma de garantir sua sustentabilidade e o equilíbrio entre o ser humano e a natureza.

Texto: Comunicação Irpaa

 

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Experiência do Recaatingamento desenvolvida pelo Irpaa recebe premiação em Brasília

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005