IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Relação entre Meio Ambiente e Saúde é tema de discussão em cidades ribeirinhas

Relação entre Meio Ambiente e Saúde é tema de discussão em cidades ribeirinhas

Educadores/as de diversos municípios situados às margens do Rio São Francisco no interior de Pernambuco estão tendo a oportunidade neste mês de março de discutir a relação entre Meio Ambiente e Saúde, uma temática que deve ser compartilhada na escola a partir de sua inserção, de forma interdisciplinar, na proposta pedagógica.

A partir de debates realizados por militantes da “Cultura de Paz” na região, em parceria com a Articulação Popular São Francisco Vivo e Secretarias de Saúde, Educação, Meio Ambiente e Assisência Social dos municípios, as/os participantes podem saber mais sobre a realidade da saúde e da questão ambiental do município e conhecerem também os principais problemas ambienais que hoje afetam diretamente o Rio São Francisco, a exemplo da Transposição de suas águas e outras ameaças como a possibilidade de instalação e funcionamento de Usinas Nucleares na região.

Para uma das organizadoras dos debates nos municípios, a educadora Maria José de Araújo, a intenção é envolver as escolas com as questões sociais que a cercam, incentivando-a a assumir o compromisso de contribuir com a formação de sujeitos pacíficos, conhecederores de seus direitos, e que também reconheçam e valorizem sua identidade, construindo, portanto, uma sociedade de paz.

Na região, estas discussões acontecem como forma de preparação para a Marcha das Águas, mobilização que acontecerá na primeira semana de junho no município de Itacuruba (PE), onde se cogita a instalação das Nucleares do São Francisco. Em Tacaratu, neste dia 20, aproximadamente 260 educadores/as participaram do evento, que já foi realizado também em Petrolândia e Jatobá e ainda acontecerá este mês nos municípios de Floresta, Belém do São Francisco, Ibimirim e Carnaubeira da Penha, todos no interior de Pernambuco.

Saúde e Meio Ambiente

Na proposta do bem viver difundida pela “Cultura de Paz” não há como falar de paz se não há saúde e a saúde está diretamente associada a um ambiente saudável. Também com entendimento semelhante, A Igreja Católica traz como tema da Campanha da Fraternidade deste ano “Fraternidade e Saúde Pública” e como lema “Que a saúde se difunda sobre a terra” (cf. Eclo 38,8), colocando em debate a política pública de saúde no Brasil. Nesse sentido, o debate segue a partir da garantia da saúde como “direito de todos e dever do Estado”, conforme prevê a Constituição Federal brasileira de 1988.

Na relação entre saúde e meio ambiente, vem à tona as questões ligadas à terra, à água, ao saneamento básico, alimetação saudável, moradia e todos os outros elementos já previstos como necessário à saúde ambiental, que nem sempre tem sido garantidos à população, sobretudo às famílias ribeirinhas e povos tradicionais do São Francisco.

A declaração das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, reafirmada em 1992 na ocasião do RIO 92, bem como a realização do RIO+20, prevista para junho deste ano, foram lembradas no debate. Além disso, o momento propicia também aos participantes conhecerem os principais imapactos da instalação de Usinas Nucleares na região, tomando como exemplo o caso de Chernobyl (1986), na Ucrânia e Fukushima(2011), no Japão, para denunciar o risco desta decisão que o governo brasileiro pode tomar a qualquer momento.

De acordo com as entidades participantes desta Campanha Contra a Nuclear, o momento é de sensibilizar a população para a importância do debate público acerca destas questões ambentais que envolvem diretamente a vida das pessoas, as condições de vida, a cultura de um povo. Assinaturas estão sendo coletadas para subsidiar a proposição de uma Emenda Constitucional que impeça o Brasil de construir novas Usinas Nucleares e obriga a desativação de Angra I e II e interrupção das obras de Angra III, no Rio de Janeiro.

Além disso, materiais informativos tem sido distribuídos a fim de que as/os professores/as possam trabalhar esses conteúdos na escola. Uma cartilha que reúne temas da Campanha da Fraternidade e conteúdos voltados para a questão ambiental será entregue nas escolas para ser utilizada como recurso didático na formação de sujeitos preocupados com a saúde humana e a preservação ambiental.
 

Leia mais sobre o assunto:

Audiência Pública discute possibilidade de implantação de Usina Nuclear em Itacuruba - PE

Caravana Anti-Nuclear percorre municípios do sertão de Pernambuco


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Relação entre Meio Ambiente e Saúde é tema de discussão em cidades ribeirinhas

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005