IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

MPA realiza Escola Nacional de Formação e discute Convivência com o Semiárido

MPA realiza Escola Nacional de Formação e discute Convivência com o Semiárido

O Movimento de Pequenos Agricultores (MPA) encerra nesta sexta (15) etapa da “Escola Nacional de Formação de Militantes Derli Casali e Maria Izabel” iniciada no dia 03 com a participação de representantes de 12 estados do país. Esta etapa está sendo realizada no centro de Formação do Irpaa, em Juazeiro (BA) e dar sequência a uma formação que teve início em Goiás ano passado.

Uma média de 50 pessoas das cinco regiões do Brasil se preparam para os enfrentamentos cotidianos nas comunidades, considerando os principais desafios enfrentados hoje pelas famílias camponesas. De acordo com uma das coordenadoras nacionais do MPA, Marli Fagundes, as bandeiras do movimento giram em torno da construção do Plano Camponês. Nesse sentido, Marli destaca que a Escola foi trazida para o Nordeste, especialmente para a região semiárida, “com o intuito de mostrar aos militantes dos outros estados o que é na prática viver no Semiárido e também visualizar a proposta de Convivência para adequar nossas propostas. O Nordeste é essencial para o avanço do Plano Camponês”, disse.

Ao longo da programação, trabalhos de grupo, dinâmicas, místicas, encenações teatrais fazem parte da metodologia. Elementos como bandeiras do movimento, sementes e instrumentos de trabalho utilizados pelos camponeses e camponesas também são valorizados pelos participantes da Escola. Esta etapa da Escola faz também uma homenagem aos militantes Derli Casali e Maria Izabel, que em maio de 2011 deixaram a caminhada devido a um trágico acidente automobilístico.

 

Reeducando o olhar

Estudar a história do campesinato, as lutas e conquistas e perceber que em qualquer parte do país os problemas se repetem é para Édio Bernarde um dos principais aprendizados. Camponês no estado de Rondônia, norte do país, Édio afirma que via o Semiárido de outra forma: “tinha uma visão colocada pelo sistema capitalista, que era lugar ruim, seco, que não produzia e vendo a realidade aqui são camponeses que estão na mesma luta para se manter no campo”. As discussões e experiências postas em pauta na Escola mudou sua opinião: “vou levar a história da luta, a resistência, que é muito diferente do que a gente ver nos meios de comunicação, principalmente a Globo. Levar a realidade, do jeito que a gente sofre lá o ataque do capitalismo eles também sofrem aqui de várias formas” observa o militante.

Diferente do que por vezes a sociedade desconhece, o MPA defende uma vida de qualidade, entendendo que a manutenção das famílias camponesas em suas terras exige a garantia de toda base necessária para uma vida justa, centrada no reconhecimento dos sujeitos e na soberania popular. “Todo mundo pode ter seu carro, sua moto, mas também pode melhorar a produção, fortalecer seus laços de comunidade, seu território. Todas essas questões são bandeiras, tanto as questões mais estruturais quanto outras que levem a uma vida igualitária”, ressalta Marli.


Leia aqui produção do MPA sobre a Convivência com o Semiaŕido e atuação do IRPAA


 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

MPA realiza Escola Nacional de Formação e discute Convivência com o Semiárido

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005