IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Movimentos Sociais do Vale do São Francisco discutem a realidade brasileira em curso de formação

Movimentos Sociais do Vale do São Francisco discutem a realidade brasileira em curso de formação

“O papel da tecnologia no avanço das forças produtivas é positivo ou negativo para o desenvolvimento da sociedade?” Esta foi uma das questões colocadas em discussão no II Módulo do Curso Realidade Brasileira – CRB – que teve início em junho de 2012 e vai até março de 2013 no Vale do São Francisco.

O curso está sendo oferecido para uma média de 100 participantes de diversos movimentos sociais da região que se reúnem uma vez por mês para estudarem temas voltados para a realidade histórica, política, econômica, social e cultural do Brasil. A grade do curso foi pensada a partir de autores brasileiros, tais como Florestan Fernandes, Celso Furtado, Caio Prado Jr, Darcy Ribeiro, Paulo Freire e tantos outros e outras.

Cada módulo é realizado em um final de semana no Campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) – em Juazeiro – estrutura que dispõe de espaço para as aulas, refeitório e alojamento das/dos participantes. Além do conteúdo, as lições de auto-organização e coletividade também são valorizadas durante os dois dias de realização de cada módulo: “Tanto do ponto de vista do conteúdo quanto da organização tem correspondido às práticas dos movimentos sociais”, avalia Claudeilton Luiz, militante do Movimento dos Pequenos Agricultores e estudante do curso. A auto-organização se dá a partir do trabalho de grupos, que neste módulo foram divididos por nomes de militantes brasileiras/os como Olga Benário, Antônio Conselheiro, Margarida Alves.

Metodologia e Conteúdo

No total serão 09 módulos, sendo obrigatória a participação em 80% dos módulos para obtenção do certificado a ser emitido pela Univasf, uma das parceiras na realização do curso. A cada módulo um tema é estudado e um trabalho deve ser produzido pelo educando, que ao final do curso também deverá produzir um trabalho de conclusão.

Alguns dos temas propostos na grade do curso são: Conceitos fundamentais para análise da realidade brasileira; Formação cultural do povo brasileiro; Formação econômica do Brasil; Transformações no mundo do trabalho e desafios do movimento operário e sindical; Questão agrária no Brasil; Educação Popular e Trabalho de Base; História das Lutas Populares no Vale do São Francisco e atual conjuntura da região; além da conjuntura brasileira e a construção de um projeto popular para o Brasil.

As discussões tem por base obras de referência em cada tema e para facilitar as discussões são convidadas pessoas que já desenvolvem estudos relacionados ao conteúdo de cada módulo, priorizando estudiosos que associem bem teoria, metodologia e sejam também militantes sociais na área estudada, aponta Aristóteles Cardona, um dos membros da Comissão Política-Pedagógica do curso.

Púbico diverso

O CRB Vale do São Francisco contou com 200 inscritos/as, destes, 100 pessoas foram selecionadas com base no critério de maior engajamento social ou demanda apresentada pelos movimentos. Assim, o público é constituído por militantes dos movimentos da Via Campesina que atuam na região (MAB, MST, MPA), Movimento Estudantil da Univasf, Uneb e UPE, educadores/as, movimentos da periferia de Juazeiro e Petrolina, pastorais sociais e movimentos de jovens como o Levante Popular da Juventude, entre outros.

Na opinião de Raiane Sousa, estudante de Comunicação Social (Jornalismo), esta diversidade permite conhecer as diferentes realidades, as diferentes visões manifestadas pelos segmentos representados. Segundo Raiane, os temas discutidos perpassam diversas áreas da sociedade e cada participante tem algo a dizer a partir principalmente de suas vivências, o que desmitifica a ideia de que só determinados grupos detém o conhecimento.

Para o estudante de medicina Lino Martins, o mais importante do curso é ajudar a compreender a realidade brasileira a partir da ótica de autores que seguem uma linha de esquerda. “Vou atuar como médico não só de maneira técnica, mas entendendo as diferentes realidades do país”, planeja Lino, que também é membro do Diretório Acadêmico de medicina da Univasf.

Fortalecendo a Rede

Além da realização do curso em si, o CRB possibilita a interação dos movimentos sociais da região, os quais socializam as pautas, atividades e promovem uma maior integração da militância, misturando as experiências e leituras de mundo da juventude camponesa, com as/os estudantes universitários, com professores, com jovens do hip-hop, entre outros grupos sociais. “Para além da formação, há o objetivo de garantir a unidade entre os movimentos”, observa Claudeilton.

Durante o tempo integral de cada módulo, acontecem também reuniões dos grupos e organizações participantes, além de uma noite cultural após as atividades do sábado. O próximo módulo irá acontecer nos dias 11 e 12 de agosto e terá como tema “Povo Brasileiro”, sendo Darcy Ribeiro o autor de referência para a discussão.

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Movimentos Sociais do Vale do São Francisco discutem a realidade brasileira em curso de formação

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005