IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Luta pelo Cerrado em pé une comunidades tradicionais de Fecho de Pasto

Luta pelo Cerrado em pé une comunidades tradicionais de Fecho de Pasto

A segunda quinzena do mês de julho foi um momento valioso para a preservação do cerrado na região de Correntina, no Oeste da Bahia, a 1080 Km de Juazeiro. O trabalho inicial de recuperação e preservação das nascentes dos Córregos Galho Grande e Vereda do Rancho, riachos que deságuam no Rio São Francisco, foi uma das ações que envolveu cerca de seis associações, abrangendo assim um área de aproximadamente 30 mil hectares de cerrado. Além deste trabalho, foi construído também o Centro de Apoio aos Geraizeiros, localizado em área de Fecho de Pasto.

A iniciativa faz parte do Projeto “Guardiões do Cerrado e nascentes assegurando a sustentabilidade socioambiental do Fecho de Pasto”, idealizado pela Associação Comunitária de Pequenos Criadores de Fecho de Pasto Clemente, com o apoio do Irpaa e contou com financiamento da Fase (Federação de Órgãos para Assistência Social de Educação) e Cese (Coordenadoria Ecumênica de Serviços). As ações, que aconteceram de forma paralela entre os dias 13 e 31 de julho, foram realizadas a partir de mutirões, envolvendo, homens, mulheres, adultos e jovens.

Inspirado no Projeto Recaatingamento, o propósito do “Guardiões do Cerrado” é trabalhar a educação sócio-ambiental do Bioma Cerrado, com foco na sustentabilidade, a partir da preservação da biodiversidade, considerando a importância do cerrado em pé e a contribuição das comunidades tradicionais nesse processo. Para Eldo Barreto, colaborador do Irpaa que esteve participando das ações, “a ideia é valorizar a importância das comunidades tradicionais na preservação do bioma cerrado e de fortalecer o jeito de ser e viver das famílias que ocupam o território”. Cerca de 40 pessoas se envolveram diretamente durante esses 15 dias de atividades que, de acordo Eldo, serve também para “chamar atenção da população para importância dos Fechos e Fundos de Pasto e a necessidade que as mesmas tem de uma regularização permanente e de políticas públicas adequadas à realidade das mesmas, garantindo o cerrado em pé”.

Com essa preocupação em difundir a urgência da sociedade civil e governos pensarem e pautarem ações a partir do reconhecimento do valor do bioma vivo (em pé), foi iniciado o plantio de mudas nativas nas nascentes, o que deverá ser intensificado no período chuvoso, junto com o semeio de sementes. Além disso, foi feito o cercamento para proteção das áreas.

A construção do Centro de Apoio aos Geraizeiros era uma antiga demanda das organizações da região que antes se reuniam em uma pequena palhoça. O novo espaço foi construído numa área de Fecho de Pasto e passa a ser um local de referência para a região, especialmente para os povoados de Praia, Malhadinha, Jatobá e Bonito, no município de Correntina.

Eldo destaca ainda a importância da integração dos Biomas Cerrado e Caatinga, uma vez que ambos vem sendo alvo de destruição, ao mesmo tempo em que são de suma importância para os povos, para as centenas de famílias que dependem da sustentabilidade dos mesmos. Além disso, a relação destes biomas com o Rio São Francisco precisa ser considerada, pois os impactos ambientais que estes venham a sofrer acarreta em sérios danos à Bacia Hidrográfica do Velho Chico.


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Luta pelo Cerrado em pé une comunidades tradicionais de Fecho de Pasto

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005