IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Movimentos querem política estadual permanente de convivência com semiárido

Movimentos querem política estadual permanente de convivência com semiárido

Representantes da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), Instituto da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA) e Rede de Educação do Semiárido Brasileiro (Resab) estiveram reunidos com o deputado Carlos Brasileiro (PT), na Assembleia Legislativa. Eles iniciaram a discussão para implementação de um Modelo de Política Pública de Convivência com o Semiárido. O objetivo é que seja apresentado projeto de lei para criação de um plano estadual pautado em ações não apenas emergenciais, mas permanentes e estruturantes nesta região mais seca e que abrange mais de ⅔ do território da Bahia.

“O governo estadual tem desenvolvido programas importantes, que tem melhorado a vida de milhões de baianos, como a construção de barragens, adutoras, sistemas de abastecimento, construção de cisternas, assistência, entre outros. As frequentes estiagens, no entanto, mostram a necessidade da implantação de um modelo de políticas públicas com ações permanentes, que garantam uma melhor convivência no semiárido”, explicou o deputado Carlos Brasileiro. O objetivo, segundo ele, é a criação de um plano que, mesmo com mudanças de gestão, seja seguido, considerando que a lei é uma política de Estado e não de governo.

Participaram da reunião Admilson da Rocha, da coordenação da ASA e IRPAA; Maria das Graças Cavalcante, membro da Resab, e William França, membro do IRPAA. “Vamos começar a desenhar o modelo, mas já temos algumas propostas elaboradas. Cabe lembrar que existem hoje programas importantes de garantia da água, tanto para consumo como para produção, e também de assistência técnica. Mas eles não estão formatados através de lei”, explicou Rocha.

Uma reunião ampliada, com a presença de representantes de outras organizações, foi marcada para setembro. Os movimentos querem que, no projeto, sejam inseridas diretrizes para implementação ou continuidade de programas de desenvolvimento, produção, crédito, assistência, saúde e educação com características e contextualizadas com a região semiárida.

Disponível em www.geraldojose.com.br


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Movimentos querem política estadual permanente de convivência com semiárido

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005