IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:

Notícias

Histórico da Horticultura em Caititus se fortalece com a chegada do Projeto Mais Água

Histórico da Horticultura em Caititus se fortalece com a chegada do Projeto Mais Água

No interior de Uauá, há mais de 20 anos, o cultivo de hortaliças faz parte da história de vida de muitas famílias da comunidade de Caititus. Foi com esta atividade agrícola que Seu Idelfonso da Silva, mais conhecido como Popó, e Dona Eloína criaram os 15 filhos. Hoje o casal mora sozinho e depois da aposentadoria da esposa, Popó diz que deixaram de cultivar as hortaliças.

Ele conta o quanto era difícil tirar o sustento da família da horta, pois caminhavam uma longa distância para a área do cultivo em meio à Caatinga e tiravam água de cacimba para irrigar os canteiros. “Nós chegava aqui meio dia, desmantelado da coluna”, lembra Popó, que hoje está com 71 anos. Para chegar até a feira toda semana com os produtos, percorriam um longo trecho até o povoado de onde seguiam em “carro de linha”. Na feira, a venda era certa e com isso garantia levar para casa os produtos que não tinham na propriedade. “Naquele tempo vendia, não vinha nada de fora”, diz ele se referindo à Feira de Uauá que antigamente só contava com produtos do município.

Hoje Popó investe na criação, possui um rebanho de cerca de 60 cabeças de caprinos e ovinos, e, depois de muitos anos, voltou a ser horticultor. Em sua propriedade foi construída uma cisterna de enxurrada, tecnologia que vem sendo implementada em Uauá pelo Irpaa, através do Projeto Mais Água, do Governo do Estado. Junto com a cisterna, vem também estrutura para um quintal produtivo. Popó já colocou a mão na terra e já possui plantio de alface, coentro, tomate, cenoura, sorgo, além de plantas medicinais.

Com a ajuda da comunidade, foi possível a construção da tecnologia sem gastar nada com servente, conta ele dizendo ser querido pelos vizinhos e ter ainda muita disposição para trabalhar, o que atribui à vida saudável que sempre levou, em especial no que diz respeito a alimentação. “Naquele tempo era fubá, mel de arapuá”, recorda Popó que sobre a importância da produção orgânica em sua horta diz: “aqui não tem veneno, dê o que dé, mas veneno não entra”.

Projeto Mais Água fortalece a produção orgânica em Caititus


Em meio à áreas de Caatinga, diversas famílias possuem uma vasta produção agrícola. Rita de Cássia Santana Macedo é uma das agricultoras que toda segunda-feira leva seus produtos para a feira da cidade. A atividade, que realiza há mais de 25 anos, segundo ela, gera um importante complemento à renda mensal da família que também cria caprinos e ovinos. “Ajuda na despesa de casa, na feira, eu compro ração pra dá os bichos”, cita a horticultora.

A irrigação da horta até então era feita com água de cacimba e fica numa área distante de sua residência. Mas Dona Rita é também uma das beneficiárias do Projeto Mais Água e agora comemora: “ganhei uma cisterna, no dia que tiver cheia vou fazer meu plantio aqui na minha cisterna”, que fica atrás de sua casa onde mora com o esposo e os filhos.

Para o técnico José Adailton de Souza, colaborador do Irpaa que acompanha o processo de implantação das tecnologias do Mais Água em Uauá, o projeto vem fortalecer a produção orgânica nas comunidades. “A gente percebeu que as famílias estão com dificuldades de produzir nesse período da seca, por isso é importante fortalecer essa produção. São famílias que estão garantindo os produtos orgânicos na Feira de Uauá”, comenta. O citado projeto, informa Adailton, não garante assessoria técnica, apenas a tecnologia, mas o Irpaa está implementando em comunidades onde a entidade já desenvolve o serviço de Ater (Assessoria Técnica e Extensão Rural).

Para Dona Rita, hoje o lucro na feira não é maior porque há uma disputa com pessoas de outras cidades que vendem produtos não orgânicos. “Quem compra um molho de coentro a mim dura 15 dias, quem compra um olho de alface passa 15 dias sem me comprar, eu planto minhas verduras e não coloco remédio, é natural”, relata ela comparando o custo e a qualidade de suas hortaliças com outras cultivadas com veneno.

Na comunidade de Caititus, o Projeto Mais Água construiu 09 cisternas e 05 quintais, além dos quintais que já acompanham as cisternas de enxurrada. A tradição do trabalho com hortas já atravessa gerações nesta comunidade que já conta também com trabalho do Irpaa há algunss anos.

Texto e Foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Histórico da Horticultura em Caititus se fortalece com a chegada do Projeto Mais Água

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório


Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005