IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Assembleia e Confraternização reafirmam importância da EFAS como espaço de transformação social

Assembleia e Confraternização reafirmam importância da EFAS como espaço de transformação social

Mesmo com muita chuva na região, riachos inundando estradas e muita lama no caminho, mães e pais de estudantes da Escola Família Agrícola de Sobradinho – Efas – se deslocaram de suas comunidades na área rural do município e na região de Sento Sé e Juazeiro para participarem de mais uma Assembleia da Associação Comunitária Mantenedora da Escola Família Agrícola de Sobradinho – Amefas – e confraternização de final de ano realizadas neste sábado (21). Participaram ainda ao longo do dia, ex-estudantes da Efas que hoje são sócios/as da associação, estudantes, professores/as, monitores/as e demais membros da equipe de trabalho da escola.

Com uma mística, as atividades foram iniciadas trazendo a reflexão acerca do papel da Efas enquanto semeadora na região. Na oportunidade, muitos pais e mães testemunharam a evolução de seus filhos e filhas a partir de quando passaram a fazer parte da escola e externaram o interesse em continuar com as/os mesmos/as estudando neste modelo da pedagogia da alternância, o que permite permanecer 15 dias na escola e 15 dias na comunidade, colocando em prática o plano de estudo construído no período do internato.

O momento foi também de celebrar a conclusão de 8ª série de 11 estudantes que deixam a escola este ano, embora o anseio de familiares das/dos estudantes é de que a Efas oferecesse também ensino médio, como já acontece em diversas Escolas Família Agrícola do país. Respondendo a manifestação de um dos presentes, Ademilson da Rocha (Tiziu), atual presidente da Amefas, falou da possibilidade disto acontecer até, no máximo, meados de 2015, uma vez que já estão sendo feitas articulações para garantir espaço físico e implementação de cursos técnicos que possam garantir formação para o público-alvo da escola: filhos e filhas de trabalhadores/as do campo.

Histórico

A Efa Sobradinho já existe há 23 anos, tendo surgido no contexto do pós construção da Barragem de Sobradinho, onde muitas famílias foram relocadas após terem tido suas casas e terras cobertas pelo lago. A entidade de ensino foi criada com o propósito de atender os anseios das comunidades rurais, no sentido de propiciar estudo para as/os jovens, dialogando com a problemática da ausência ou má qualidade da educação formal na área rural.

Por não ser diretamente vinculada aos poderes públicos, a escola não contra com recursos governamentais, por isso é financiada por organizações regionais e internacionais e ultimamente tem contado com o apoio de algumas prefeituras e secretarias da Bahia.

Instrumentos pedagógicos como o plano de estudo, caderno da realidade, aulas práticas, fazem parte da rotina das crianças e adolescentes que todos os anos frequentam a Efas. Eliana Evangelista, ex-estudante da escola e atual diretora, lembra que nesses mais de 20 anos muitos “frutos” saíram desta proposta, ressaltando a formação de diversas pessoas que hoje se destacam em organizações sociais e espaços políticos da região. “A semente foi semeada”, afirmou.

Avanços

A assembléia apresentou diversos avanços neste ano de 2013, bem como tratou dos desafios e possibilidades de parcerias. Para Tiago Pereira, da diretoria da Amefas, este ano a escola começou a viver um momento novo, uma vez que a Associação Mantenedora passou a pensar também em contribuir não apenas com a Efas, mas com o local onde estão as famílias.

Um desafio assumido pela associação foi a execução do Plano Nacional de Habitação Rural – PNHR, em parceria com o Banco do Brasil, em Sobradinho, Sento Sé e alguns outros municípios baianos. Outro passo importante foi a aquisição de um trator e complementos através da Codevasf, via articulações do deputado federal baiano Afonso Florence. Esta conquista irá ser uma importante fonte de recursos para manutenção da escola, além de facilitar o acesso de pequenos produtores para fins de agricultura.

A ampliação do quadro de pessoal também contribuiu para os diversos avanços este ano em que o número de estudantes matriculados/as voltou a crescer. Outros investimentos, como o cercamento da área no entrono das instalações, vão possibilitar a retomada da prática da agropecuária que nos últimos anos vinha se dando de forma bastante tímida. A aquisição de um veículo com o apoio de parceiros também tem facilitado as atividades da escola.

No mês de outubro, integrantes da Efas e Amefas estiveram na Alemanha em viagem de intercâmbio com grupos europeus que sempre enviaram recursos à escola. Na oportunidade apresentaram o trabalho que vem sendo feito ao tempo que dialogaram sobre as possibilidades de renovações e início de novas parcerias.

Parcerias e Desafios

Este ano a Efas contou com 59 estudantes divididos/as nas séries do Ensino Fundamental II: da 5ª a 8ª série. Todas as despesas para manutenção deste trabalho contam com recursos das entidades alemãs HBG - Igreja Luterana e Diocese de Münster, e no Brasil com a Secretaria de Educação da Bahia, Refaisa (Rede de Escolas Família Agrícola Integrada do Semiárido), Irpaa (Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada), Direc (Diretoria Regional de Educação), além de contrapartidas das prefeituras de Juazeiro, Sento Sé e Sobradinho.

De acordo com Tiziu, além do investimento de recursos, outras parcerias deram importante contribuição, tanto na garantia de infra-estrutura quanto no âmbito pedagógico. Neste sentido, destacam-se ações da EBDA (Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola), CAR (Companhia de Desenvolvimento Regional), MST (Movimento dos Trabalhadores/as Sem Terra), Associação de Artes Cênicas de Sobradinho, Irpaa, Refaisa e Sajuc (Serviço de Assistência Socioambiental do Campo e Cidade). O Fórum de Comunicação Sertão do São Francisco, que esteve presente na assembleia, foi uma das parcerias firmadas a partir deste segundo semestre com a realização de um projeto voltado para educomunicação.

Para a Amefas, em 2014 alguns desafios estão postos, a exemplo da ampliação das atividades de campo, manutenção do espaço físico, gestão de projetos e captação de recursos. No mês de fevereiro a prestação de contas deste ano será apresentada a todos e todas que compõem a Efas e a Amefas.


Texto: Comunicação Irpaa
Foto: Gabriela – estudante da EFAS

 


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Assembleia e Confraternização reafirmam importância da EFAS como espaço de transformação social

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005