IRPAA - Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada

Viver no sertão é conviver com o Clima

Formulário de Busca

Siga-nos:



Notícias

Tecnologias sociais contribuem para o fortalecimento da Agricultura Familiar no interior na Bahia

Tecnologias sociais contribuem para o fortalecimento da Agricultura Familiar no interior na Bahia

 

A prática de cultivar hortaliças, frutas e legumes é uma das atividades realizadas pelas famílias do Semiárido brasileiro. No interior de Curaçá, muitos/as sertanejos/as estão potencializando essa prática com a ajuda do Projeto Mais Água, da Secretaria de Desenvolvimento Social da Bahia – Seds, executado pelo Instituo Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – Irpaa.

As tecnologias de captação e armazenamento de água de chuva e os cursos sobre gestão de recursos hídricos, entre outras temáticas voltadas para a Convivência com o Semiárido, vem contribuindo satisfatoriamente para melhoraria da produção agrícola da família de D. Janilda Gomes e S. Arnaldo Araújo. Os relatos são de que no período de estiagem tiveram muitas dificuldades para manter seus quintais produtivos.

Construindo a sustentabilidade da Família

Há mais de um ano S. Arnaldo Araújo e sua esposa Clemilda Santos estão comercializando hortaliças e frutas na vizinhança e em Santa Maria da Boa Vista, interior de Pernambuco. Esse aumento nas vendas foi conquistado a partir da chegada da cisterna de enxurrada, que tem a capacidade de armazenar 52 mil litros de água. O casal morador da Fazenda Poço da Catingueira está entre as 198 famílias de Curaçá beneficiadas diretamente pelo Projeto Mais Água e dizem que junto com a tecnologia veio a segurança alimentar e um complemento à renda familiar.

Com o acesso a uma quantidade maior de água, a família aumentou a produção do quintal produtivo, porém D. Clemilda tem o cuidado no crescimento da área cultivada: “estamos regulando o plantio... assim conseguirmos garantir a produção por um período maior”, planeja. Outra preocupação de Dona Clemilda é em relação à qualidade dos alimentos, por isso “não usamos agrotóxicos, apenas remédios caseiros”, afirmou a agricultora.

O cuidado com a horta é compartilhado com o esposo, que fala todo orgulhoso do sistema de gotejamento implantado no quintal, para garantir maior economia de água. Enquanto dedicam uma boa parte do dia às atividades com os canteiros, os três filhos estão voltados para os estudos, que, para S. Arnaldo é o caminho que precisam percorrer para alcançar novas conquistas.

Realidade sendo modificada

No ano de 2012 a agricultora Janilda Gomes, da comunidade de São Bento, foi contemplada com a barragem subterrânea. A partir daí Janilda e seu esposo Benedito Dantas tiveram melhores condições para garantir o cultivo dos próprios alimentos. “A gente plantava de ano em ano quando chovia... e quando chovia pouco a gente não plantava, pois a molhação não segurava”, relembra Janilda como era antes da chegada da barragem.

Com as chuvas de julho do ano passado, a família plantou feijão, abóbora melancias, alface, beterraba. Esses alimentos são usados para o consumo da família, “todo dia a gente tirava (verduras e hortaliças) verdinha da roça, é muito bom”, comenta Janilda. É também com orgulho e alegria que a agricultora afirma que toda sua produção é orgânica.

Para garantir água nos meses sem chuvas, é feito o poço que serve para retirar a água armazenada na barragem, possibilitando que as famílias produzam o ano inteiro. Esse ano plantaram novamente o feijão, melancia, entre outros alimentos. Além do cultivo de hortaliças, a renda da família é garantida através da criação de bodes e cabras e de outras atividades da agricultura familiar. Benedito ainda lembra que eles estão iniciando na criação de aves de pequeno porte, com a expectativa de comercializar os ovos, fortalecendo o processo de produção e alimentação da família, ação incentivada por outros projetos que o Irpaa desenvolve no município de Curaçá.

Saiba mais sobre o Projeto Mais Água

O Projeto Mais água executado pelo Irpaa vai instalar um total de 651 tecnologias de captação e armazenamento de água de chuva e realizar atividades voltadas para a Convivência com o Semiárido em cinco municípios dos Territórios do Sertão do São Francisco, Norte de Itapicuru e Itaparica, na Bahia. Trata-se de um total de 885 famílias dos municípios de Abaré, Curaçá, Uauá, Jaguarari e Andorinhas que além de receber as tecnologias, estão participando de cursos, visitas e intercâmbios.

Em Curaçá estão sendo implementados: 77 cisternas de produção; 01 barragem subterrânea; 60 barreiros trincheiras familiares; 05 barreiros trincheiras comunitários; 10 limpezas de aguadas; 20 quintais produtivos.
 

Texto e foto: Comunicação Irpaa


Veja também

< voltar    < principal    < outras notícias

Página:

Tecnologias sociais contribuem para o fortalecimento da Agricultura Familiar no interior na Bahia

Para:


Suas informações:



(500 caracteres no máximo) * Preenchimento obrigatório




Campanhas

Newsletters

Cadastre seu e-mail para receber notícias.

Formulário de Contato





Faça sua doação


Copyright © 2005 - 2009 IRPAA.ORG Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada - IRPAA
Avenida das Nações nº 04 - 48905-531 Juazeiro - Bahia, Brasil
Tel.: 0055-74-3611-6481 - Fax.: 0055-74-3611-5385 - E-mail: irpaa@irpaa.org - CNPJ 63.094.346/0001-16
Utilidade Pública Federal, Portaria 1531/06 - DOU 15/09/2006 Utilidade Pública Estadual, Lei nº7429/99
Utilidade Pública Municipal, Lei nº 1,383/94 Registro no CNAS nº R040/2005 - DOU 22/03/2005